Home » Policia » Justiça de Campo Maior ainda não se pronunciou sobre acusação de estupro


  • Policia

Justiça de Campo Maior ainda não se pronunciou sobre acusação de estupro

Embora parte da imprensa de Campo Maior tenha dado ênfase a acusação de um estupro no bairro de Fátima, a justiça ainda não se pronunciou sobre o caso. O juiz Edson Alves teria expedido um mandato de prisão contra o comerciante Alfredo (58 anos) acusado de estuprar a própria sobrinha de apenas 12 anos de idade.

Alfredo está preso no segundo distrito policial de Campo Maior e se defende dizendo que estava sendo vítima de extorsão por parte de uma irmã que arrancava-lhe dinheiro para comprar drogas, quando recusou foi denunciado pela mesma de estupro. A família da menor acusa o comerciante de ter aliciado a menor, estuprando-a e engravidando-a, a mesma foi vitima de um aborto.

Depoimento de professores da escola aonde a menor estuda se pronunciaram sobre o comportamento diferente da garota nos últimos dias de frequência. Embora noticiado pela imprensa o fato ainda não foi esclarecido pela justiça de Campo Maior. O juiz Edson Alves e a delegada Alexandra Santos não se pronunciaram sobre o episódio, ambos afirma que o caso corria em segredo de justiça. Pergunta-se como um caso sigiloso e tão sério poderia ter sido vazado e divulgado com tanta ênfase por apenas um portal de noticias e uma emissora de rádio em Campo Maior?

Deixe seu comentário